quinta-feira, setembro 24, 2015

Silk Road


Sente-se feliz e o mundo
Não está na pontas dos dedos
Ou na palma das tuas mãos
Nem mesmo te faz falta esse mundo
Pois o possui mais profundo
Nas reentrâncias do teu coração
set.2015