segunda-feira, novembro 12, 2012

Invertebrado


Uma existência sem ossos
Sempre revela o amor
Que deixamos passar

Não dá pra manter
Os sentimentos
Sem alguma costela

nov, 2012.


Nenhum comentário: