domingo, setembro 30, 2012

Poeminha Natural

Sanhaços não conhecem a ferrugem
Dessas tristezas úmidas e humanas
Olham com estranheza azul-enevoada
Pros homens incapazes de voar.

set, 2012

Um comentário:

Anônimo disse...

que lindo.
muito obrigada,
maria alice.