segunda-feira, novembro 12, 2012

Invertebrado


Uma existência sem ossos
Sempre revela o amor
Que deixamos passar

Não dá pra manter
Os sentimentos
Sem alguma costela

nov, 2012.


domingo, setembro 30, 2012

Poeminha Natural

Sanhaços não conhecem a ferrugem
Dessas tristezas úmidas e humanas
Olham com estranheza azul-enevoada
Pros homens incapazes de voar.

set, 2012

sexta-feira, junho 01, 2012

quinta-feira, janeiro 26, 2012

Sem Título

Apesar da dureza da concha
Caramujos em fuga são bichos confiáveis
Lambem o caminho com os pés
Sempre revelam para onde vão.

jan, 2012