domingo, setembro 27, 2009

Arco


Quis ser virtuoso
Coerente com minha vida cheia de palavras
Quis ser virtuoso e desafinado

Recolhi-me neste mundo silencioso
Onde o som das palavras é memória
Um eco reverberando no abismo

Nem feliz
Nem triste
Nem poeta

Apenas escrevo
Para não esquecer o que é falar.

setembro, 2009

2 comentários:

FRIZERO disse...

Parabéns pelo aniversário! Mais um ano de vida, torço para que seja intenso e repleto de momentos felizes!

Henri disse...

Eu estava olhando o outro blog...

Gosto do que escreve e como escreve... (Já que desconfia de elogios, isto não é um, é uma constatação.)

Parece que me vejo...