sábado, julho 18, 2009

Licor de Abacaxi



"Je sais une tristesse à l'odeur d'ananas,
je suis moins triste,
je suis plus doucement triste."
(Gaston Bachelard)

O amor (se é amor)
Morre como um abacaxi
Resiste morrer
Apodrece lentamente
De fora para dentro
E retem a doçura.

Julho, 2009



3 comentários:

Elvio disse...

Adorei abîmedesoiseaux!!! Eu amo abacaxi e nunca o tinha visto desidratado e poema de amor! Eu sempre vou babar na sua poesia, querido!!!
- agora na versão à la française!

Ariane Rodrigues disse...

As suas comparações fazem com que nada seja simplório... EU gosto.

Geraldo Soares disse...

Obrigado, Ariane!