domingo, abril 05, 2009

Solitude


Certo dia
Perguntaram-me 
Por que tão sozinho?
E eu dei-me conta disso
E quando pensei na solidão
Escrevi

Sim
Posso estar solitário
Mas nesta solidão 
Eu tenho o abrigo da poesia
Onde cabe um mundo

Então 
Antes ser só assim
Repleto
do que ser vazio.

Abril/2009

Um comentário:

Elvio disse...

Este é o grande lance: a poesia parece inundar ou preencher um espaço de solidão.