domingo, março 29, 2009

Argonauta


"Navegar é preciso
Viver não é preciso."


E eu estou navegando
Pois amar 
Para mim nunca foi espera

Velas abertas ao vento
Minha tranquilidade
Nada tem de calmaria.

Março, 2009

Um comentário:

Élvio disse...

Ah, que lindo!!!

A parte mais forte pra mim é "o porto... nada!"