quinta-feira, janeiro 29, 2009

Sem título


Quanto mais eu penso
Menos eu sinto
O peso de pensar.

Mas a musculatura dos sentidos
Esforça-se para sustentar
(Apenas) minh’alma.

E como dói
Esse encontro inevitável
Com as matérias do Mundo !

janeiro, 2008

Nenhum comentário: