sábado, janeiro 31, 2009

Mensagem na garrafa



Pequenas coisas movem o meu coração. Herdei esse jeito de sentir as coisas e nem sei de quem. Sei que nasci assim. Um pequeno gesto chama a minha atenção. Um sorriso... Um olhar de dúvida. Uma palavra não dita. Tudo é capaz de me deter, quando eu amo realmente. Algo como uma fé, misto de esperança e com um quê de ansiedade me toma e me transforma. Conheço todos os sinais do que eu sinto. 
Sei agora que você está distante agora com seus silêncios e suas marés. Tudo ao redor parece tão grande e intransponível. Mas eu estou aqui (confesso não sei por quanto tempo ou como) esperando.
Como o ilhéu, náufrago, manda a sua mensagem aletoriamente pelo mar, eu aguardarei o que virá trazido pelas ondas.
Apenas me deterei - por enquanto...

"Porque te amo
Deverias ao menos te deter
Um instante

Como as pessoas fazem
Quando vêem a petúnia
Ou a chuva de granizo."

(Hilda Hilst)

Nenhum comentário: